segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Cold as ice

Atrás de uma porta residem.

Fechados. Escondidos.

Como qualquer fraqueza deve existir e permanecer.

Ninguém gosta de se expor, demonstrando que é capaz de sentir. Ficar vulnerável ao capricho e escárnio de alguém. Rasgar novamente velhas cicatrizes que outrora infligiram. A recuperação não mata mas modifica, nunca mais permitindo ser igual. É mais fácil ser um autómato que apenas um coleccionador. De desilusões.

(O mistério será descobrir a razão da porta blindada ocasionalmente se encontrar entreaberta, revelando mais do que se deve.)



Fox

8 comentários:

  1. «Houve reis que tentaram aprisionar a felicidade com o seu poder, mas ela não se deixou prender. Milionários tentaram comprá-la, mas ela não se deixou vender. Famosos tentaram seduzi-la, mas ela resistiu ao estrelato. Sorrindo, ela sussurrou ao ouvido de cada ser humano: "Ei! Procura-me nas decepções e dificuldades e, principalmente, encontra-me nas coisas anónimas da existência." Mas a maioria não ouviu a sua voz, e entre os que a ouviram, poucos lhe deram credibilidade.» (Augusto Cury, A Saga de um Pensador)

    No seguimento do post anterior, lê e vais descobrir coisas interessantes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Creio que não li nada deste escritor.
      Não é dos que apregoam uma receita para a felicidade não?

      Eliminar
    2. Nada disso. O senhor é psiquiatra e tem jeito para a escrita. Faz os seus leitores pensarem e mudarem, muitas vezes, a forma como vêem as coisas. "A saga de um Pensador" fala dos ensinamentos de um velho mendigo a um estudante de medicina. Costuma surpreender...

      Eliminar
    3. Não que eu seja fácil de mudar de pensamento mas irei investigar esse escritor.

      Eliminar

  2. (entre)abre para serem curadas...

    li em algum lado por estes dias (semanas?) qualquer coisa como "a cura mimetiza a dor inicial"...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Atribuir ao tempo a função de arear as cicatrizes na sua própria velocidade ainda deverá ser o melhor caminho.

      Eliminar
  3. É exatamente como dizes torna-se mais fácil ter a porta fechada e não deixar que ninguém entre...

    Rosa Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mim sempre foi mais fácil fazê-lo como forma de proteção. Mas depois de alguns incidentes, ainda mais blindado fiquei.

      Eliminar