sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

You were

Foste um desejo.
Foste depois uma realização.
Foste até uma presença corpórea.
Foste reduzida a uma mera memória.
Foste.

Agora pareces um fantasma. Estás, sem nunca mais teres estado. Uma presença sem presença, que me assombra quando vejo os teus traços retratados noutras. Ninguém me disse que seria tão árduo e penoso, o labor de te erradicar a essência do corpo, da mente, do coração e da alma. Ainda me pergunto, o que de tão importante teria para mim alguém tão imperfeito. Passados todos estes anos continuo sem o saber. Apenas eras.

A única certeza  que outrora tive e ainda hoje tenho é que não te conheço apenas desta vida...


Fox

2 comentários:

  1. Se me permites fazer um comentário a uma coisa tão tua, diria que estas alturas são mesmo propícias a este tipo de pensamentos...

    Abraço apertado :)

    Rosa Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pensamentos destes são tenebrosos. Quando pensamos que nos abandonaram, voltam como um fantasma que apenas deambula sem outro propósito.

      Eliminar