domingo, 15 de setembro de 2013

Feel

Dias existem em que a alma clama por aquilo que o corpo não recebe, mas que a mente mostra em difusas imagens quase sensoriais. 

Expande-se aquele desejo ardente em sentir...

A doçura de um olhar.
A suavidade de um toque. 
A humidade de um beijo.
A cumplicidade de um corpo.

A entrega sem receios ou fronteiras, sem tabus ou preocupações. Deixar cair a máscara e ser apenas quem se é. Nú e sem a proteção da armadura que diariamente escuda sentimentos e emoções. Esquecer a regência do tempo e saborear o momento pelo que é. Uma intrínseca partilha de sensações e emoções.


Fox

6 comentários:

  1. Boa noite Fox,
    fiquei completamente viciada no seu blog e retornei hoje.
    Identifiquei-me consigo ao ler este post... ontem à noite também fiquei nostálgica, a sentir a falta do meu namorado, a sentir essa necessidade do toque e do corpo... ele não pode estar comigo agora e o desejo vai aumentando e às vezes é difícil suportar a distância...
    Deixo-lhe um abraço de compreensão

    Ângela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fica à vontade Ângela, costumo dizer sempre que este espaço também vos pertence. ;)

      Se é difícil para quem namora imagina para quem está sozinho. São momentos mais crus que nos tocam lá pelo fundo. Mas nada que mate ou deixe sequela.

      Eliminar
    2. Permita-me a ousadia: está sozinho por opção ou ainda não encontrou a sua outra metade?

      Eliminar
    3. Essa questão é difícil de responder pois podia escolher ambas.
      Ninguém ficaria só se soubesse onde anda a sua outra metade...
      Nesse sentido posso dizer que não encontrei ninguém especial depois da longa relação que tive.

      Eliminar
  2. A memória é o melhor álbum fotográfico que possuímos, depois temos o pensamento que nos dá a possibilidade de reviver o que queremos e muitas vezes o que nem nos apetecia assim muito...

    Sentir confiança é a ponte que nos leva à entrega total!
    Cada vez vejo mais pontes que não levam a lado nenhum...


    *****

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mente é de facto uma excelente forma de nos sentirmos um pouco mais vivos...

      Concordo. Cada vez mais vejo pontes incompletas que não mostram nenhuma margem verdejante do lado de lá.

      Eliminar