sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Draw me


Foi estranho.

Enquanto transitava hoje de comboio, emerso na história que vinha a ler no tablet, senti-me de algum modo observado. Frente a mim seguia sentada uma jovem que me aparentou ser aluna de belas artes, dada a panóplia de utensílios que trazia consigo. A certa altura abriu um enorme livro de gravuras e começou a desenhar umas linhas confusas e indistintas. Pouco a pouco começou a ganhar forma até evidenciar traços semelhantes à minha fisionomia.

Talvez tenha sido motivo de inspiração ao esboço. Seria a primeira vez.

Foi estranho.


Fox

4 comentários:

  1. Agradece ao tablet.
    Normalmente situações do quotidiano que registam uma mudança de comportamento devido à introdução das novas tecnologias costumam apelar aos desenhistas :D

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Não me ficaria bem fazê-lo...
      Nem tão pouco terá sido terminado, a viagem não foi assim longa.

      Eliminar