quarta-feira, 12 de março de 2014

Odds

All the odds are against us

Os anos passam e a nossa percepção acerca da vida e dos seus assuntos muda. Bom sinal será, enquanto reflexo de amadurecimento e aprendizagem. Contudo, esse conhecimento traz consigo o peso da realidade. E esta aposta fortemente contra nós.

Agora assaltam-me o espírito, dúvidas que outrora não considerei. 

Pergunto-me como se pode almejar encontrar o amor. Essa alucinação consensual, sem matéria corpórea, tangível apenas ao imaginário daquele que acredita no que nunca viu. 

Para além da "química", da "física", da "proximidade", da "vontade", da "personalidade",... 

Barreira atrás de barreira. Árduo é o seu percurso.

Hoje, sou pouco mais do que um conjunto de cacos unidos com adesivo de lágrimas e silenciosa dor . 

Amanhã, pedir a alguém que ame o que sou, revelará egoísmo da minha parte.


Fox

14 comentários:

  1. Ora é mesmo isso tudo... Mas quanto mais se pensa, mais complicado parece. Talvez o truque seja mesmo esperar sermos supreendidos pelo amor...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É a percepção que agora tenho, olhando para o passado tudo me parecia mais simples. Eu era apenas uma folha em branco pronto a ser tudo o que poderia ser. Hoje é bem diferente.

      Eliminar
    2. Como alguém me disse uma vez... Chegas a um ponto da tua vida em que praticamente toda a gente tem "bagagem" de relações anteriores, inclusivé, tu.
      Mas a questão mais importante para mim, é mais o que se faz com ela.
      Não se é egoísta porque se tem o direito de se ser amado, mas sim quando se usa outra pessoa para poilr o ego, para esquecer e curar-se da pessoa anterior, ou por outras conviniências... Isso sim, é egoísmo.

      Quero saber dessa reunião lol

      Eliminar
    3. Bagagem. Bela forma de se o colocar. Mas esta pertence a uma estirpe diferente, daquelas que não se perde em nenhum aeroporto ou estação...

      Desse egoísmo que descreves não padeço. Por isso mesmo é que os anos vão passando pela minha solidão...

      Queres? Achas a ideia interessante?

      Eliminar
    4. Bagagem, mas bagagem de mão daquela que anda sempre connosco. Não se perde e quase toda a gente a tem. Ninguém perde as experiências pelas quais passou. Curiosamente, num episódio da How I Met Your Mother, fazem a mesma analogia.

      Juntar um grupo de pessoas agradáveis, acho que é sempre boa ideia. Parece que já tinhas sugerido isso uma vez ou não?

      Eliminar
    5. Sim, dessa mesma. Talvez, essa série nunca vi.

      Quando são pessoas agradáveis e interessantes é sempre uma excelente ideia.
      Já tinha sugerido? Não me recordo.

      Eliminar
    6. A personagem principal dessa série, é um romântico inveterado. Devias espreitar ;)

      Continuando o assunto do post, mesmo que aparentemente tudo dê certo, é algo mais instável do que possa parecer e a qualquer momento pode ruir, sem que nada o fizesse prever. (Olha rimei...) Isto aterroriza-me mais do que a questão encontrar alguém. Mas tem que se pensar que vai correr bem, senão não vale a pena :)

      Eliminar
    7. Se recomendas, vou dar uma vista de olhos.

      Aterroriza-te o perder mais do que o descobrir? Isso não faz sentido. Não podes viver na expetativa. Seja por um dia ou um ano, tem sempre de ser vivido como se não houvesse mais.

      Eliminar
    8. Se calhar não me expliquei bem... Descobrir?
      Arranjar alguém não é difícil, se eu quisesse já não estava sozinha. Difícil é arranjar uma relação com siginificado e que não se desmorone. É aqui que reside o receio, até por já passei por isso 2x. Tudo parece muito bem e de um momento para o outro, tudo fica estranho e cai por terra. Sofre-se mais quando algo acaba abruptamente, do que estar sozinho à espera de encontrar alguém para amar....
      Nessa gestão das expectitavas, não somos todos iguais e depende de muita coisa. Além disso, as mulheres não são tão pragmáticas quanto os homens.
      Era só isto.

      Eliminar
    9. Entendi.

      A facilidade com que as mulheres arranjam homens não se aplica na sua forma inversa. Infelizmente.

      Se não for uma relação com significado, não vale a pena ser explorada. A não ser que seja um simples estado de "relações". Mas ai as regras já são diferentes.

      Eliminar
    10. Sim, se não for algo com significado e com futuro, não vale a pena. Mas quanto a isso, sempre fui assim.

      Eliminar
    11. Tudo depende do que se pretende a dado momento.

      Eliminar
  2. A pessoa , a quem consigas despertar o amor, vai ver em ti mais
    do que "um conjunto de cacos unidos com adesivo de lágrimas e silenciosa dor .", como dizes.

    Não é egoísmo , querer que alguém nos ame, quando nos sentimos
    mais fragilizados, egoísmo é querer que alguém nos ame , pelo que não somos.

    Conheces aquela frase:"Ama-me quando eu menos merecer, pois é quando eu mais preciso!".
    Pois é, todos nós em determinada altura da vida, nos sentimos
    assim,e precisamos de atenção, carinho, amor...e nada disso se pede
    tens razão, mas tudo isso chega quando menos esperamos.

    Um dia feliz para ti Fox:)

    **-Ainda vou ao teu casamento :P
    (brinco)


    Isabella

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Imagino que sim, o difícil será conseguir essa proeza. Sabes bem como a idade nos coloca perante posições e visões diferentes do que é "magia"...

      Eu chamei-lhe egoísmo por isso mesmo, quero apenas quem me aceite, tal e qual como sou.

      Quanto ao casamento não sei se existirá algum dia mas certamente que haveremos de realizar uma reunião entre o Fox e as suas leitoras mais emblemáticas. ;)

      Feliz dia, Isabella.

      Eliminar