quinta-feira, 27 de março de 2014

The Train IV

Decidiu tocar-lhe no ombro e perguntar-lhe. Não teria pedido ajuda, como uma donzela em apuros, se não precisasse realmente de uma mãozinha. Sempre que podia fazer algo sozinha, fazia, mas não era o caso. 

Ele prontamente a ajudou, levantando a sua velha mala pesada com grande agilidade. Ela agradeceu-lhe o gesto e ele devolveu-lhe um sorriso. 

Ficou entusiasmada com a oportunidade de o ter como companheiro de viagem. Passou tão perto dele, que quase podia sentir o calor que emanava do seu corpo. Sentou-se no seu lugar ao lado da janela. O destino levou-os a que fizessem a viagem de frente um para o outro, rumo à mesma estação.

            - É uma Leica que tens nas mãos? - disse Sofia, encetando conversa.

         - Sim! Anda sempre comigo... Já tirei umas boas fotos com ela. Nas estações de comboio, surgem boas oportunidades de captar aquele momento especial.

Depois de algumas trocas de palavras sobre a relíquia que ele possuía, Joel apresentou-se. Falavam como se estivessem apenas os dois no comboio. Quem os observava, não podia deixar de reparar nos seus olhares brilhantes de encantamento.
            Ele tinha-lhe dito, que ia fazer um trabalho fotográfico para uma agência de publicidade, em Lisboa. O foco da sua objectiva era uma modelo inglesa de pernas longas, que ia figurar como imagem de uma marca conhecida.
            Sofia sentia-se cada vez mais atraída pela sua voz grave, que brotava de uns lábios bem desenhados, que lhe davam vontade de beijar. O charme de Joel era inebriante.
            Fez-se um silêncio reconfortante ao fim de algum tempo de conversa, que coincidiu com a paragem do comboio numa estação qualquer. A sintonia e atracção entre ambos, eram evidentes.

            - E se fossemos até ao bar beber um café?... - convidou ele.


Fox + Ana Mar

Sem comentários:

Enviar um comentário