segunda-feira, 14 de abril de 2014

The Train IX

A campainha tocou. Ele sentiu um arrepio na espinha. Dirigiu-se à porta. Tinha tentado arrumar o mais possível o loft mas o resultado não estava muito perfeito. Teria de servir.
Espreitou pelo óculo da porta, confirmando que era Sofia quem tocava à campainha. Respirou fundo e abriu a porta exibindo um sorriso.

- Olá.

- Olá, Sofia. Sê bem vinda ao meu humilde palácio. Entra. – convidou ele sorrindo

- Wow. Isto é muito giro. – disse ela com um ar espantado

- Não é muito mas é meu. Serve-me bem nas minhas necessidades. Fica à vontade.

Enquanto Sofia entrava dentro da divisão sem divisões, ele dirigiu-se à cozinha. Ouvia-se uma música de fundo que enchia o espaço de ritmo e harmonia, um certo aconchego numa casa tão ampla. Quando voltou para junto dela trazia uma garrafa e dois copos.

- Pensei que talvez quisesses descontrair um pouco antes de começar a sessão. Queres um pouco? – pergunta ele de garrafa na mão

- Bem e por que não? – responde ela com um sorriso

Sentados confortavelmente no sofá, rapidamente encadearam uma bela conversa que muitas gargalhadas suscitou. Trocaram olhares cúmplices e muita foi a história que partilharam entre si. O tempo passava sem ninguém o ver, assim como o conteúdo da garrafa que desaparecia sem ninguém notar. No final estavam os dois bastante mais desinibidos do que alguma vez julgaram que seria possível, ele só esperava não fazer nenhuma parvoíce.

- O teu sorriso é divinal. Tens os lábios muito bem delineados. Perfeito. – disse ele, enquanto pegava numa máquina que tinha junto de si e começava a tirar fotos.

- Se começas com os elogios fico sem jeito e coro.

Ele começava a estar concentrado no que fazia e continuou a tirar fotos de vários ângulos diferentes.


Fox + Ana Mar

Sem comentários:

Enviar um comentário