sábado, 30 de agosto de 2014

Hands


Um dia, alguém me disse que tenho umas mãos especiais. 

Desafiadoras. Ardilosas. Inebriantes.

Mãos rudes que se movimentam através de um corpo em ligeiro e gracioso contacto com a sua pele. Por onde passam deixam um rasto ardente de desejo e um profundo arrepio. Viajam sem fronteiras ou limitações numa eterna demanda pelas sensações.

As que se sentem. As que se induzem. As que se desejam.


Fox

4 comentários:

  1. Que saudades eu tenho de umas mãos assim...

    Mary

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É incrível como o toque é um dos elementos capaz de deixar mais saudade...

      Eliminar
  2. Das primeiras coisas que aprecio num homem... as mãos (:

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Sunshine é apreciadora do toque, portanto.

      Eliminar