domingo, 6 de março de 2016

Clock


O nosso tempo consome-se a cada inspiração que tomamos. Um tempo repleto de escolhas e decisões que nos encaminham para uma determinada meta. A esta disposição é impossível de se fugir, pois mesmo que se abdicasse do elemento de escolha, estaríamos invariavelmente a efetuar uma escolha. Mas assusta-me pensar que essa meta pode não ser tão maravilhosa quanto a imaginamos.

Acredito que fazendo o que desejamos, estaremos sempre a tomar as escolhas que menos arrependimento nos trarão, todavia, os anos passam e as dúvidas existenciais acabam sempre por nos atormentar a mente.

Qual é o objetivo?


Fox

2 comentários: