sábado, 3 de setembro de 2016

Dangerous




Perigoso mas apetecível.

Foi assim que recentemente se referiram à minha pessoa. Um homem de personalidade claramente vincada, hábil na defesa acérrima dos seus princípios e opiniões, porém, capaz de despertar simultaneamente um misto de excitação e medo.

Para se usufruir de uma faceta, tem de se enfrentar a outra.

Vós sois mulheres de arriscar na excitação? Ou somente jogar pelo seguro?


Fox

13 comentários:

  1. Voltamos à conversa anterior... A excitação é muito apetecível em alguns momentos. O medo, por outro lado, pode bloquear a vontade de algo mais... É difícil esse equilíbrio!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Somente em alguns momentos? É preferível uma vida monótona ou excitante?

      A Agridoce arrisca na excitação ou joga pelo seguro? ;)

      Eliminar
    2. Ninguém consegue viver num estado constante de excitação... O equilíbrio, sempre o equilíbrio :)

      Todos gostamos de andar de montanha-russa, mas não queremos viver numa, certo?

      Eliminar
    3. Não escrevi "estado constante de excitação"... A monotonia antes da monotonia, deve ser um autêntico pesadelo. Na minha cabeça, entenda-se, não faz sentido algum.
      Para essa monotonia, será mais lógico ficarmos sozinhos.

      Eliminar
    4. Não escreveste, mas questionaste o meu "alguns momentos". Eu prefiro uma vida equilibrada: com momentos de excitação e adrenalina, e com momentos de repouso e contemplação (não necessariamente de monotonia).

      Eliminar
    5. Sim, o equilíbrio é obviamente o perfeito mas alguém sem "chama" conseguirá despoletar momentos de excitação?

      Eliminar
    6. Claro que sim :) Lá por a chama não estar sempre a arder, não quer que não exista!

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Para dizer que arrisco sempre na excitação? Que jogar pelo seguro é, para o meu carácter, inconcebível e insuportável? Que o meu "vício" pelas emoções exacerbadas já me fez sofrer bastante? Mas que, se pudesse voltar atrás, fazia exactamente o mesmo? ;-)

      Eliminar
    2. Vês? Afinal tinhas uma opinião formada... ;)

      Uma vida nada monótona, portanto?

      Eliminar
    3. Já deves ter percebido que eu tenho sempre uma opinião...:P
      Por vezes, forço-me a ser "low profile", mas tu picaste-me e... não resisti a opinar! ;)

      E não, não optaria por uma vida monótona; seria o equivalente a uma morte lenta.

      Eliminar
    4. Sim, já. Por isso estranhei. ;)

      Eliminar