segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Dirty City IV




O cigarro é um dos poucos prazeres a que se entrega, sempre que tem condições financeiras para os poder comprar, claro. Quando mal tinha para comer, não se preocupava com cigarros. Não podia. A vida é constituída de prioridades e no que a isso se refere, Kurt sempre teve as suas bem definidas.

A pouco mais de meio ia o cigarro quando ao passar pelo beco da rua 59, ouviu os gritos. Não o fizeram parar, nem tão pouco abrandar o passo, a cidade é mesmo assim, pensou para si. Uns são fortes, outros são fracos, todos nós temos a nossa própria luta.

Mas o ruído aumentava cada vez mais, os gritos começavam a ser de facto horripilantes e desesperados. Tanto que surtiram nele uma ligeira curiosidade em espreitar o que se passava. Parou tentando vislumbrar entre a enorme quantidade de chuva o que se passava no fundo do beco.

- Socorro. Ajudem-me, por favor. – Gritava algures uma mulher.

- Tapa-lhe a boca! – Ordenou alguém.

- Shiuuuu, fofinha, não faças barulho. Ou obrigas-me a fazer-te um sorriso novo nessa cara tão bonitinha. - Disse outro numa tentativa de falso apaziguamento, enquanto lhe tapava a boca.

- Porra! A cabra mordeu-me! – Grita o segundo.

- Deixa-a comigo, eu já lhe mostro. – Diz o primeiro, pouco antes de lhe dar um soco na cara que a deixou perto da inconsciência.

Kurt observa a cena e debate-se interiormente. Os seus passos orientam-se em direção a casa mas rapidamente se voltam para trás e novamente em frente. Está indeciso, a sua mente funciona de forma acelerada. Quando imagina a sua luta pela sobrevivência, normalmente apenas considera a que ocorre entre homens, que tal como ele, procuram levar a sua vida o melhor que conseguem. Mas isto é diferente. Dois homens a agredir e tentar violar uma mulher, bem mais pequena em tamanho, não é de todo uma luta pela sobrevivência. Pelo menos, não a deles.


Fox

2 comentários:

  1. Welcome back! ;)
    Ah, finalmente uma mulher!... A trama vai-se adensando, comme il faut.
    Identificas-te com o Kurt, Fox?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pouco a pouco vai dando alguns nós.
      Não literalmente mas depois de conhecerem a personagem poderão dizer da vossa justiça.

      Eliminar