terça-feira, 6 de setembro de 2016

Womanizer



"...mostra que as mulheres estão mais interessadas em ter uma relação com alguém com traços de personalidade narcisista."

Interessante. Muito interessante...

Acho que agora não é preciso ter tanto receio do que sou. Afinal de contas, se estão recetivas a estas características, estão preparadas para o "choque".


Fox

18 comentários:

  1. "... as pessoas com estes traços de personalidade tendem a parecer menos atraentes numa relação de longa duração."

    Acho que isto responde à tua questão anterior do medo e da excitação :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não necessariamente. Não o explica...

      Eliminar
    2. Este tipo de personalidade pode ser altamente excitante, sim, mas se as coisas evoluem, tornam-se menos atraentes (por oferecerem pouca confiança) e daí surge o medo. Faz sentido?

      Eliminar
    3. "Por oferecerem pouca confiança"? Ou pelas mulheres ficarem inseguras com a forma de ser do homem?

      Eliminar
    4. Por transmitirem pouca confiança, digamos assim. Qual é a linha que separa a insegurança da mulher, com a pouca confiança que o homem transmite? A culpa é da mulher que é insegura? Ou é do homem com o seu ar engatatão?

      Eliminar
    5. A linha é ténue, admito mas penso que seja da insegurança da mulher.
      Repara, eu posso transmitir pouca confiança mas ser fiel e ainda assim, a mulher de tão insegura que é nunca confiar. Enquanto que uma mulher que seja segura de si, nunca vai ter problemas com isso, pois sabe quem tem. Faz sentido?

      Eliminar
    6. Tinha respondido ontem, mas pareceu que não ficou (se tiver ficado apaga um dos comentários)...

      Como dizia num post anterior: é sempre mais fácil culpar os outros, não é? :)

      Eliminar
    7. É tão fácil culpar o outro quanto não ser compreendido. Por vezes existem pessoas especiais e diferentes do que é entendido como regular. ;)

      Eliminar
    8. Olha que o papel de incompreendido não te fica nada bem :)

      A confiança que tu tens numa pessoa depende em 90% daquilo que a pessoa te transmite. Claro que há casos excepcionais, e há pessoas que por mais que faças, são incapazes de confiar. Mas são as excepções. Regra geral, está nas tuas mãos fazer com que confiem em ti, por mais que haja inseguranças do outro lado.

      Eliminar
    9. Não fica? Mas por vezes sou mesmo... ;)

      "Te transmite"? Ou te demonstra? Isso do que se diz é muito vago, no final, o que conta são sempre os atos.

      Eliminar
    10. As duas coisas. Acho que percebes o que quero dizer. Em suma: está MESMO nas tuas mãos, por mais que te possa custar.

      Eliminar
  2. Li e desatei a rir. Com vontade. Mesmo.
    Depois, fui ler o artigo em questão e percebi que não era bem assim.
    Já não achei tanta piada. Mas fiquei mais descansada.
    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se tiveres algo contra o estudo podes ir apresentar as tuas queixas a quem o escreveu, quiçá, até te podes rir mais um pouco na cara dos senhores. ;)

      Eliminar
    2. Mais uma vez, não me parece que tenhas lido correctamente o que escrevi. Nada que me espante. ;)
      Pelo menos, não leste com olhos de ler. Disse claramente que, depois de ler o artigo todo, aquela primeira afirmação sensacionalista caiu por terra e fiquei mais descansada. Por isso mesmo, não tenho razões para querer fazer queixa alguma. Nem para me rir na cara de quem quer que seja.

      Eliminar
    3. Reitero o que disse anteriormente, vamos acordar em discordar.

      Eliminar
  3. Por este andar, não há-de faltar muito para surgir um movimento anti-Fox... :) És um "agent provocateur".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não fui eu que escrevi o artigo... Mas venha daí o movimento, não me mete medo.
      Como se costuma dizer: isto é meu e eu faço o que bem me apetecer com isto. ;)

      Eliminar