sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Crossroad



"Como podemos distinguir quem cruza o nosso caminho por cruzar, daqueles que realmente devem ficar?" 

Em conversa com a A. acabou por surgir esta questão. Penso que seja uma daquelas questões que todas as pessoas fazem a si mesmas, pelo menos uma vez na vida.

Quanto a mim, uma vez que acredito que todos temos um percurso delineado, creio que tudo se desenrole segundo os desígnios do Destino. Sim, sou um desses. Acredito na ordem e na organização, portanto, seria somente lógico que também procurasse uma arquitetura nos desígnios da vida.

Desta forma, não perco muito tempo a considerar por que razão é que as pessoas ficam ou partem da minha vida. Acredito que aqueles que sejam suficientemente importantes para o desenrolar do meu caminho irão ficar, quer eu me esforce muito ou pouco, para que tal aconteça.

E quanto a vocês? Como distinguem estas pessoas?


Fox

7 comentários:

  1. Estou contigo.:) Acredito no Destino.

    Como distinguir as pessoas que poderão fazer a diferença na nossa vida?
    Primeiro, a intuição, o "feeling"; a primeira impressão que tenho de uma pessoa, normalmente, é a que perdura, não sei funcionar de outra maneira.
    Quem passa o crivo, dá provas e se torna especial, pode contar comigo para a vida!;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O teu método tem trazido resultados positivos?

      Eliminar
    2. Acho que nem podemos chamar "método" a algo tão... instintivo. :P
      Mas olha que tem resultado a 100% no domínio da amizade!:)

      Eliminar
    3. Que bom!
      Se tem tido resultados assim tão positivos, penso que devas continuar a seguir esse "método" instintivo.

      Eliminar
    4. Ah, e claro que é para manter, se bem que não foi uma escolha, foi... como sempre fiz.;) Nem tudo é passível de ser racionalizado.

      Eliminar
    5. Normalmente complicamos tudo quando racionalizamos mas para alguns de nós, não é possível ser de outra forma.

      Eliminar
  2. Sem esquecer que, depois da primeira impressão, vêm as verdadeiras provas de fogo; não posso deixar tudo nas mãos do instinto! Mas, na verdade, é nele que tudo começa.;)

    ResponderEliminar