terça-feira, 11 de outubro de 2016

House



A mensagem chegou mas tive de a ler duas ou três vezes para a conseguir assimilar. Trazia aquele género de informação que nunca esperamos ler. Quer dizer, esperamos, pois é perfeitamente possível mas muito pouco provável. 

Pois é, parece que finalmente o C. se rendeu às investidas da namorada (ainda resistiu uns anos) e aceitou ir viver com ela.

A surpresa! O choque! O terror!

Sabia que as investidas se tinham tornado cíclicas nos últimos tempos mas não esperava que ele cedesse. Penso que a idade o está a amolecer ou então encontrou quem lhe toca bem fundo no coração e apenas o esconde. Bem, independentemente do que seja, faz parte da vida.

Fico muito feliz por ele, claro, adoro sentir e saber que os meus amigos se sentem realizados.

mas

Fico muito triste por mim, claro, detesto sentir e saber que eu não me sinto realizado.


Fox

8 comentários:

  1. Tens uma boa solução... Faz por isso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora Agridoce, sabes bem que neste caso, de nada adianta "fazer" por isso...

      Eliminar
    2. Ah tens de me explicar melhor essa tua teoria...

      Eliminar
    3. Se vamos personalizar, preciso saber por que não te sentes realizado.

      Eliminar
    4. Isso é simples, não possuir aquilo que possuído me realizaria.

      Eliminar
    5. Ahahahah! Foste super esclarecedor, agora...

      Eliminar