sábado, 10 de dezembro de 2016

Secret X




Assim vivem muitos, como meros reféns de uma relação que já não desejam. 

Por quê? Por não possuírem a coragem suficiente para dizer basta.

Consequências? Prisioneiros de uma relação que morre a cada dia que passa, acabam também por destruir uma parte deles próprios.

Um dia, nada mais serão que meros invólucros ocos, por não terem tido a coragem de mudar. E nesse dia, será tarde demais para tudo mudar.


Fox


8 comentários:

  1. Voltamos ao mesmo, Fox. Não sejas tão rápido a julgar os outros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agri, desculpa mas é uma situação que não pode ser suavizada. Não estou a julgar ninguém, apenas a colocar o dedo na ferida.

      Quando queremos algo diferente daquilo que temos, necessitamos de ir atrás. Ponto.
      Ficar com aquilo que temos não nos fará sentir melhor. Nunca. Ponto.

      Podes lhe dar muitos nomes, cobardia, comodismo, medo, vergonha, necessidade ou qualquer outro, todavia, o erro primordial persiste sempre.

      Eliminar
    2. Estás a julgar ao reduzir isso a uma simples falta de coragem.

      Quantas e quantas pessoas não estão nessas situações por delas não poderem sair (pelos mais variados motivos) e conscientes daquilo que tu próprio dizes, de se estarem a matar aos poucos?

      A vida não é só como tu a conheces, Fox. Há mais mundo e mais experiências lá fora.

      Eliminar
    3. Agri, terá sempre de ser escolhido o mal menor. Como combates um cancro? Com radio e quimioterapia. São benéficas ao corpo humano? Não, mas o principio maior é solucionado. Simples.

      Eliminar
    4. Não insultes a minha (e a tua) inteligência, com uma comparação dessas.

      Cada caso é um caso. Cada um sabe de si. Não é fácil pôr fim a uma relação e, muitas vezes, existem condicionantes que nem nos passam pela cabeça.

      Eliminar
    5. Podia ter dado uma outra qualquer. Foi a primeira que me veio à mente. Talvez induzida pelo "morrer aos poucos".

      Sim, cada caso é um caso. Em todos os casos, a pessoa "morre" lentamente por não ter aquilo de que necessita.

      Eliminar
    6. E é uma opção dela, cujas consequências será ela a ter de suportar.

      Eliminar