sábado, 4 de fevereiro de 2017

Storm


Como é que se contém uma tempestade? 

Não se contém. Deixa-se rebentar e amainar. 

Julgo que tenha sido este o erro que mais repetidamente elas cometeram comigo. Pensar que me poderiam conter.

Existem os "fófinhos", existem os normais e existem os duros. Não somos para qualquer uma. Somos um desafio constante que esgota a maioria das que tentam.

Julgo que tenha sido este o erro que mais repetidamente cometi com elas. Pensar que poderia ser diferente. 


Fox

14 comentários:

  1. e para que queres ser diferente?? isso so ira te fazer infeliz e condenar uma relaçao ao desastre completo... és o que és e cada pessoa que entra na tua vida tem que te aceitar cm és...
    nao vale a pena tentar te conter pois podem conseguir no inicio.. mas tal como uma tempestade... qdo rebentares seras mais "violento" e duro...
    n tentes mudar pelos outros... a boa pessoa ira te aceitar cm es!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não quero ser diferente. Eu é que a cada ocasião julguei que com aquela pessoa a situação seria diferente.

      Eliminar
    2. ah.. desculpa.. entendi mal.. pois isso ira sempre acontecer.. pois teras sempre a esperançaque seja diferente que finalmente tenha chegado a pessoa certa...

      Eliminar
    3. Sim sem dúvida, ainda que com os recentes acontecimentos talvez essa porta se tenha fechado.

      Eliminar
  2. Parece-me que já vai sendo tempo de aceitares com naturalidade essa incompatibilidade entre ti e a maioria das mulheres, não achas? Bateres na mesma tecla não muda nada, apenas mói.
    De entre todas as mulheres, a maioria não aguenta com um bad boy. OK. Existe, porém, a minoria... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, tens razão. Já é tempo de o admitir e aceitar.
      A minoria?

      Eliminar
    2. Isso mesmo! :)
      Sim, a minoria. As mulheres que aguentam com os bad boys! Elas andam por aí... ;)

      Eliminar
    3. Acredito, ainda que só tenha conhecido pessoalmente uma em toda a minha vida.

      Eliminar
  3. É o erro que os seres humanos cometem em geral: achar que podem mudar os outros. Não podem. Seja com quem for.

    Continuo a dizer-te: há-de aparecer a pessoa certa, que saberá lidar contigo ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse erro já aprendi há imenso tempo. Ou se aprecia o que a pessoa é verdadeiramente ou não vale a pena tentar sequer. Será "água que por mais dura seja nunca conseguirá furar a pedra."

      Talvez sim, talvez não. Talvez já tenha aparecido e ido embora. Talvez nunca chegue a aparecer.

      Eliminar
    2. A questão não é só o apreciar verdadeiramente o que a pessoa é. A questão principal, a meu ver, é o aceitar que a pessoa também é o que nós não queremos que seja. É o aceitar que tem falhas, defeitos, e que não corresponde a 100% ao nosso ideal de perfeição.

      Estamos muito fatalistas!...

      Eliminar
    3. Sem dúvida. A minha observação englobava também o elemento negativo. Apreciar e aceitar a natureza da pessoa é do mais raro que pode existir.

      Quando se descobre alguma situação em que tal seja possível, devemos lutar com tudo o que temos, mesmo que se chegue a um nível insano.

      Tem razão de ser. Se me conhecesses ias entender o "estofo" que é necessário. Os anos têm servido para me ensinar a aceitar aquilo que sou.

      Eliminar
    4. Já te conheço o suficiente para saber que não és fácil de aturar... Mas não serás impossível :) Não há impossíveis, Fox!

      Eliminar
    5. Ah sim, impossíveis não existem. ;)

      Eliminar