segunda-feira, 19 de junho de 2017

Good catch


Sabem para o que serve ser inteligente, simpático, bonito, elegante, bem constituído e bom no sexo?

Para nada.

Começo a perguntar-me se as mulheres terão a capacidade de discernir quando uma boa hipótese lhes surge à frente dos olhos, ou se ficarão de tal modo incrédulas com o que encontram que acabam por arranjar uma forma de arruinar todo o processo.


Fox 

31 comentários:

  1. O problema n és tu Fox, acredita, o problema tá nas pessoas e na falta de compromisso... hoje em dia já n há valores .

    L.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo. Não há apreço pelos valores, não.
      Todavia, começo a ter dificuldades em entender onde reside o problema. A sério que começo.

      Eliminar
  2. Assim como há homens inteligentes, simpáticos, bonitos, elegantes, etc. também há mulheres...
    E igualmente vemos homens que conseguem arruinar tudo.
    Quando não é para ser, é preferível encerrar o ciclo e prosseguir. Não sei de nada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, concordo existem. Mas onde andam essas? ;)

      Enunciei as mulheres, pois cada um fala do que o preocupa...

      Eliminar
  3. As mulheres? E os homens?
    Algures. (ainda) quero acreditar...
    A beleza e tudo o resto é relativo, ainda assim, o que me agrada é mesmo a simplicidade. Hoje e cada vez mais.
    O Ser Humano já um pouco evoluído que consegue diferenciar o querer parecer do ser...Feliz!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, as mulheres. ;)

      Tudo será relativo sendo que nada será relativo quando tudo interfere na decisão. A simplicidade é apreciada, sim, mas como bem sabemos nunca poderá ser o único requisito.

      Eliminar
  4. Não será o único requisito mas um valioso requisito. :)
    Será, talvez, um registo para o próximo episódio.
    Quem sabe um simples desabafo, todavia, objectivo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, sem dúvida alguma. Porém, presumo que cada vez mais seja difícil de a encontrar, entre tanta vaidade no uso de máscaras e dissimulações.

      Eliminar
  5. Fox, eu poderia aplicar perfeitamente essas características a mim mesma e no entanto se existe uma parte da minha vida que me corre mal é a amorosa.
    Por isso cada vez mais acho que existem pessoas que estão destinadas a ter sorte no amor e outras não. Independentemente das suas próprias características.
    Marta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem vinda ao clube, Marta. ;)
      A minha vida no que se refere ao campo amoroso tem sido uma verdadeira epopeia! Deveremos então deslocar as nossas atenções para o jogo?

      Eliminar
    2. Eu já me tentei virar para esse lado, mas nem no jogo tenho sorte.
      Deve ter ocorrido alguma falha técnica na hora do meu fabrico 😂
      Marta

      Eliminar
    3. Então a situação está complicada... Com sorte ao jogo poderias pelo menos ocupar o tempo de formas muito mais divertidas e distrair a mente do azar que encontras nas relações amorosas.

      Eliminar
    4. Não é necessário ter sorte ao jogo para poder ocupar o tempo de forma agradável. Basta ter imaginação e criatividade e isso felizmente tenho para dar e vender.
      Marta

      Eliminar
    5. Sim, tens razão mas pelo menos poderias fazê-lo em maior estilo. ;)

      Eliminar
  6. O jogo, sujo, da dissimulação causa-me cansaço. Ainda assim, continuo crente. Uns dias mais, outros menos.
    Como tal, recuso-me a entrar no jogo do faz-de-conta apenas para agradar o vizinho. Não, a triplicar. No more.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Do alto da minha experiência posso afirmar com completa consciência que a franca maioria das mulheres que tenho conhecido dissimulam algo.

      Não sei se será uma preocupação com o que o recetor poderá pensar ou vergonha do que são, mas mais cedo ou mais tarde apanham-se as evidências.

      Eliminar
    2. Há dissimulações e Dissimulações.
      Vergonha de ser o que és (homem ou mulher), pode acontecer numa fase inicial ou se não estiveres bem com o teu "Eu", contigo.
      Mais tarde ou mais cedo, tal como foi dito, apanham-se as evidências, sem dúvida.
      Dispensava perfeitamente essas pessoas da minha vida, pois com elas aprendemos a ser talvez receosos, desconfiados, precavidos. Mas cada qual tem o que merece, seja hoje seja amanhã. Nada acontece por acaso, creio eu.

      Eliminar
    3. Receosos, desconfiados e precavidos. Será que somos o que somos por incidência das más experiências que acumulamos? Aquelas que nos retiram a ingenuidade que nos faz viver de forma livre e positiva?
      Seria a primeira experiência a mais pura e todas as restantes um pouco mais negras e frias...

      Eliminar
    4. Escrevi qualquer coisa a propósito da mentira. Se quiseres ler...
      Aviso de antemão que usei a escrita nervosa. :) Mas não faz mal, mais vírgula menos vírgula, a ideia é colocar um ponto final e encerrar o capitulo. Necessário e obrigatório. Talvez ajude...

      Eliminar
    5. Então triste sina será a nossa e de quem chegar depois.

      No teu blog? Vou ver...

      Eliminar
    6. Feliz sina a nossa e de quem chegar depois, significa que apesar de tudo ainda temos coragem de apostar em algo novo. Aprendemos com os nossos erros mas também com os erros dos outros.

      Eliminar
    7. Mas estaremos mais reservados, mais receosos mais negativos. Como poderá isso significar felicidade?

      Eliminar
    8. Exige esforço de ambas as partes.

      Eliminar
    9. Qualquer relação exige esforço de ambas as partes, a questão é se as partes "danificadas" estarão recetivas a esse esforço...

      Eliminar
    10. Convém estar receptivo caso contrário será apenas mais um dano.

      Eliminar
    11. A acumulação de dano sucessiva tende a blindar o indivíduo. Eu que o diga.

      Eliminar
    12. Ainda há solução. Que tal acreditar?
      Palavra-chave: desbloquear.
      Mas, sim, entendo!

      Eliminar
    13. Eu tento. Mas aparentemente tendo a "desblindar" perante quem não tem vontade de aproveitar a oportunidade...

      Eliminar
    14. Na teoria é simples. Na prática...
      Entendo perfeitamente o que queres dizer, mas não dá para viver eternamente em modo "bloqueado". Será saudável? Não me parece.
      Tenta desmemoriar esses danos e passa a outro e não ao mesmo. Segue em frente.
      "eu que o diga".

      Eliminar
    15. Fácil dizer, difícil de concretizar. Fossem abundantes as mulheres interessantes e nenhum homem teria dificuldade em seguir em frente.

      Eliminar